Logo Brazilian Car - SVG branco
Quais são os carros mais econômicos do Brasil?

Quais são os carros mais econômicos do Brasil?

Com o intuito de te ajudar a fazer a melhor escolha, nós da Brazilian car, apresentaremos hoje os veículos mais econômicos do Brasil, os quais inclusive em sua maioria temos em nosso estoque.

E devido todo este nosso atual cenário de aumentos constantes dos combustíveis além dos valores de compra que tanto aumentam, listamos os carros mais econômicos para facilitar a sua decisão.

Todavia antes de começarmos, é importante conhecer quais foram as regras utilizadas para definição deste ranking, confira:

  1. É considerado apenas veículos com motorização flex, os que funcionam apenas com uma fonte 1 combustível, foram excluídos;
  2. Modelos ou versões que já deixaram de ser fabricados, foram excluídos deste ranking;
  3. Os dados de consumo aqui apresentados são os divulgados oficialmente pelo Inmetro;
  4. As picapes médias pertencem à única categoria, não foi considerado as versões a diesel, por representarem a maior fatia do mercado;
  5. Em situações onde alguma versão pode ser ligeiramente mais econômica que a outra utilizando o mesmo conjunto mecânico, consideramos aquela que apresenta menor consumo por quilômetro rodado;
  6. Os carros híbridos não foram considerados, apesar de serem altamente econômicos e estarem apresentando altos índices de vendas.

Após esta breve introdução sobre as regras deste ranking, confira abaixo quais são esses modelos campeões de economia:

 

Renault Kwid

Um dos queridinhos do público feminino, motoristas de aplicativo de mobilidade e os estreantes no trânsito.

E ele é um campeão de vendas, não somente pelo desempenho de consumo, mas também pelo preço.

Dados de Consumo:

Cidade: 10,3 km/l (E) e 14,9 km/l (G).

Estrada: 10,8 km/l (E) e 15,6 km/l (G).

  

Fiat Argo

O modelo que veio para substituir o Palio e foi extremamente bem aceito pelo consumidor.

Esse carro tem como característica além do baixo consumo, o” andar bem” na estrada, ainda mais se comparado aos rivais da tal sub-categoria de hatches pequenos “premium”. Como o Onix.

Dados de Consumo:

Cidade:13,9 km/l(G) e 9,8 km/l(E)

Estrada: 15,1 km/l(G) e 10,7 km/l(E)

 

Fiat Mobi

O pequenino que substituiu o uno e empata com o Hyundai no consumo na cidade, apesar de perder na estrada, contudo é um dos campeões de vendas da Fiat.

Dados de Consumo:

Cidade: 13,7 km/l(G) e 9,7 km/l(E)

Estrada: 15,3 km/l(G) e 10,7 km/l(E)

 

Hyundai HB20

O “clássico” da Hyundai no Brasil, bateu recordes de vendas e continua sendo o queridinho do brasileiro, não somente pelo desempenho e consumo, mas pela manutenção e benefícios na hora da revenda.

Dados de Consumo:

Cidade: 13,3 km/l(G) e 9,5 km/l(E)

Estrada: 14,9 km/l(G) e 10,5 km/l(E)

 

Chevrolet Onix

Um dos campeões da Chevrolet em vendas desde o seu lançamento, brigando inclusive com o Gol, Argo e HB20.

Dados de Consumo:

Cidade: 9,9 km/l (E) e 13,9 km/l (G).

Estrada: 11,7 km/l (E) e 16,7 km/l (G).

 

Onix Plus

Mantendo a liderança, porém na versão sedan e sendo o mais eficiente entre os concorrentes como Renault Logan e Volkswagen Voyage.

Dados de Consumo:

Cidade: 10,1 km/l (E) e 14,3 km/l (G).

Estrada: 12,5 km/l (E) e 17,7 km/l (G).

 

Volkswagen Gol

O hatch que por décadas foi o mais vendido do país e é bom ainda em consumo ao figurar neste ranking dos carros mais econômicos do Brasil. Curiosamente, o Gol é mais econômico que o sedã na média urbana com etanol.

Dados de Consumo:

Cidade: 13,3 km/l(G) e 9,1 km/l(E)

Estrada: 14,4 km/l(G) e 10,1 km/l(E)

 

Renault Sandero

Apesar de hoje em dia ser vendido na versão Zen com motor 1.0 tri cilíndrico, além de existir a versão stepway, porém não cabe neste ranking, que aparece entre os carros mais econômicos do Brasil.

Este carro consegue empatar com o do Gol e do HB20, mas ficou atrás no desempenho na estrada com o mesmo combustível, apesar de possuir um excelente espaço interno para a categoria.

Dados de Consumo:

Cidade: 13,3 km/l(G) e 9,0 km/l(E)

Estrada: 13,9 km/l(G) e 9,6 km/l(E)

 

Toyota Yaris

O compacto da Toyota pode ser parabenizado por ser o automático mais econômico do país. É o primeiro com esse tipo de câmbio a figurar nesta lista, e com a cambio CVT se mostra mais eficiente que a variante com transmissão manual de seis marchas.

Dados de Consumo

Cidade: 13,1 km/l(G) e 9,0 km/l(E)

Estrada: 14,2 km/l(G) e 9,9 km/l(E)

 

Toyota Corolla GLI/XEI

Embora as vendas deste modelo sedan estejam ficando cada vez menor no Brasil, devido o lançamento do Corolla Cross, esse modelo ainda é um dos mais econômicos da Toyota, sem falar da durabilidade e sua manutenção, além do câmbio CVT simular 10 velocidades, mas a primeira marcha possui engrenagens, como um câmbio automático convencional.

Dados de Consumo

Cidade: 8 km/l (E) e 11,6 km/l (G)

Estrada: 9,7 km/l (E) e 13,9 km/l (G)

 

Fiat Cronos

Este carro, com a configuração 1.3 Firefly garante seu lugar entre os carros mais econômicos do Brasil. Chegando a empatar com o Yaris Sedan no consumo urbano, mas superou bem o rival na média rodoviária, com mais de 1 litro economizado por quilômetro rodado na estrada.

Dados de Consumo

Cidade: 13,0 km/l(G) e 9,0 km/l(E)

Estrada: 15,6 km/l(G) e 11,0 km/l(E)

 

Chevrolet Joy

Um dos veteranos hatch da montadora empata com seu “irmão” sedã na eficiência dentro da cidade com gasolina, apesar de perder na estrada.

Dados de Consumo

Cidade: 12,8 km/l(G) e 8,8 km/l(E)

Estrada: 14,7 km/l(G) e 10,3 km/l(E)

 

Fiat Strada

Com o título do carro mais vendido de 2021, ele ganha pela sua economia e eficiência no dia a dia de quem precisa de um utilitário.

Dados de Consumo

Cidade: 8,8 km/l (E) e 12,4 km/l (G).

Estrada: 9,9 km/l (E) e 13,9 km/l (G).

 

Honda City

Ainda que seja o sedã que menos vende no Brasil em relação ao câmbio manual este modelo está prestes a ganhar nova geração. Mas não tem jeito, quando falamos de montadoras japonesas, os quais possuem grande eficiência seja na mecânica, consumo e inclusive na revenda. Porém, fique ligado porque as variantes do City com o câmbio automático CVT ficam o mínimo atrás no consumo urbano com gasolina: 12,3 km/l.

Dados de Consumo

Cidade: 12,4 km/l(G) e 8,6 km/l(E)

Estrada: 14,6 km/l(G) e 10,3 km/l(E)

 

Fiat Pulse

O recém lançado da Fiat e já se tornou um campeão de vendas, não apenas pelo consumo, espaço interno e preço mais acessível. Pertencendo a categoria SUVs compactos esse veículo é uma boa opção para família pequenas, mulheres e quem gosta de um carro com tecnologia, altura em relação ao solo e conforto.

Dados de Consumo

Cidade: 9,2 km/l (E) e 12,9 km/l (G).

Estrada: 10,4 km/l (E) e 14,3 km/l (G).

 

Chevrolet Tracker

Este não é só o SUV mais eficiente do país, como também o carro com motor turbo mais econômico do Brasil. Ganhando inclusive dos concorrentes Volkswagen T-Cross, Hyundai Creta, Jeep Renegade, Renault Captur, Chevrolet Tracker, Nissan Kicks, Citroën C4 Cactus.

Dados de Consumo

Cidade: 8,2 km/l (E) e 11,9 km/l (G).

Estrada: 9,6 km/l (E) e 13,7 km/l (G).

 

Toyota Corolla Cross

O SUV que vem ganhando mercado inclusive do seu “irmão” mais velho o Corolla sedan e brigando com o líder Jeep Compass.

Apesar de conseguir melhor consumo nas versões hibridas, nas versões flex ele ainda é um veículo interessante.

Dados de Consumo

Cidade: 8 km/l (E) e 11,5 km/l (G).

Estrada: 9 km/l (E) e 12,8 km/l (G).

 

Esses foram os modelos mais econômicos dos principais segmentos automotivos presentes em nosso mercado brasileiro. Obviamente estes não são os únicos, pois também existem os automóveis mais sofisticados, de marcas premium sem levar em conta alguns importados que transitam aqui em nosso território.

Entretanto, apresentamos os que mais alcançam um número expressivo de vendas, e apresentam o melhor e menor consumo. Se você tem interesse em comprar qualquer um desses carros ou outros modelos que não aparecem neste ranking. Basta falar agora com um dos nossos consultores que irão encontrar o melhor veículo para você de forma segura, confiável e sem dor de cabeça!

Afinal são mais de 30 anos de existência e mais de 15000 sonhos realizados sobre quatro rodas.

Autor:

Rafael Bitar

Outras postagens:

Nossos veículos

pt_BR